Para escolher o melhor sistema de aquecimento central para o seu lar deve ter em conta as características da sua casa e as suas necessidades de aquecimento, assim como tem de avaliar as vantagens e os preços dos diferentes tipos de aquecimento existentes.

1. Aquecimento central a lenha / pellets

O sistema de aquecimento central a lenha ou pellets é recomendado a quem possui uma arrecadação e para quem não deseja utilizar gás para aquecimento. Será necessário investir consideravelmente na sua aquisição e manutenção, mas este sistema é económico, apresentando menores custos de exploração, com um baixo custo de combustível.

Pode comprar salamandras a partir de 400€, recuperadores desde 600€ e caldeiras a partir de 3000€, por exemplo.

2. Caldeiras de condensação a gás

As caldeiras de condensação a gás são recomendadas para quem não tem cave, mas possui ligação de gás. É um sistema de aquecimento de fácil instalação e com uma boa relação qualidade-preço. Para mais, a manutenção é reduzida e o seu período de vida elevado. A desvantagem está no custo médio da instalação, desde 2000€.

3. Radiadores elétricos

Os radiadores ou termoventiladores elétricos são recomendados a quem deseja fontes de aquecimento móveis. Os seus custos de aquisição são muito reduzidos, mas os seus consumos elétricos elevados. Não é necessária uma instalação. A irradiação de calor não atinge o nível das restantes soluções.

4. Painéis solares

Os painéis solares são recomendados a quem vive em casas com grandes telhados sem sombras. É um sistema útil para o aquecimento de águas quentes sanitárias e como apoio ao sistema de aquecimento central. Para além dos preços elevados, é pouco eficiente como fonte de aquecimento isolada, apresentando baixos rendimentos nos meses de inverno.

5. Ar condicionado

O sistema de ar condicionado tem a vantagem de aliar o aquecimento ao arrefecimento do lar. O investimento inicial é médio (desde 500€ por divisão), mas o seu custo de consumo é moderado. Os sistemas de tecnologia “inverter” permitem uma maior poupança de energia. Não permite o aquecimento das águas sanitárias e o aquecimento é mais disforme.