Análise SWOT: o que é e para que serve?

Quer saber o que é uma análise SWOT e para que serve? Sucintamente, é uma ferramenta que lhe permite fazer um diagnóstico estratégico da empresa no meio em que está implantada. E assim definir os objetivos futuros. Também é possível fazer uma análise SWOT pessoal.

As letras SWOT referem-se a Strenghts (pontos fortes), Weaknesses (pontos fracos), Opportunities (oportunidades) e Threats (ameaças).

O "S" e o "W" referem-se à análise dos pontos fortes e dos pontos fracos da sua empresa. O "O" e o "T" dizem respeito às oportunidades que vai retirar dessa análise e às ameaças que o diagnóstico lhe vai permitir detetar. Pode conhecer exemplos de forças, fraquezas, oportunidades e ameaças no Economias num exemplo prático de análise SWOT.

Definição de análise SWOT

Há quem lhe chame ferramenta e quem a apelide de estratégia. Podemos englobar os dois termos e definir a análise SWOT como uma ferramenta que permite fazer um diagnóstico estratégico da empresa. Pela metodologia que utiliza, há quem lhe chame também o modelo de Harvard.

Nesta análise SWOT o que se faz não é mais do que diagnosticar os pontos fortes e os pontos fracos da empresa, mas não apenas olhando para o seu próprio umbigo. Será preciso relacioná-los com a envolvente. Seja a nível de legislação, da conjuntura económica ou do mercado em que opera.

Assim, a análise SWOT é feita a dois níveis: interno e externo. Internamente, são diagnosticados os pontos fortes e fracos. Já as oportunidades e as ameaças resultam de uma análise à envolvente externa à empresa.

análise_swot quadro exemplo

Utilidade da análise SWOT

Sobretudo em momentos de desaceleração económica e de fraca fidelização dos clientes, sujeitar a sua empresa a uma análise SWOT será útil para definir os objetivos estratégicos para a instituição.

Ao detetar eventuais problemas, poder-se-á focar nas respostas. A nível externo, pode ser a forma de tentar fazer face à concorrência, aproveitando as suas fragilidades.