O que fazer em acaso de acidente automóvel é uma questão pertinente. Perante uma situação deste calibre, muita gente perde a compostura e fica sem saber o que fazer. O essencial em qualquer acidente com um veículo é manter a calma.

Respirar fundo

Primeiro de tudo tem de parar para respirar por um pouco. Veja as coisas pelo lado positivo: você está vivo. Nem pense em fugir, pois isso pode resultar em prisão. Veja em que estado está e o estado de saúde dos outros envolvidos no acidente. Repare se pode sair do carro em segurança. Confira os danos nos carros, em especial se há fugas de combustível ou risco de incêndio.

Telefonar

Telefone para o 112 no caso de haver vítimas e evite movê-las para não provocar mais danos. Vista o colete e coloque o triângulo de sinalização a 30 metros do local. Telefone às autoridades policiais para reportar o sucedido. Estas tratarão do trânsito e ajudarão à resolução do sucedido.

Obter dados

Recolha os dados dos outros envolvidos no acidente, nomeadamente a identificação:

  • dos condutores (BI/CC, carta de condução, morada e telefone);
  • dos veículos (marcas e matrículas);
  • dos seguros (nome do segurador e número da apólice);
  • das testemunhas (nome e telefone);

Pode tirar algumas fotografias aos veículos e ao local do acidente para prova.

Chegar a acordo

Tente chegar a um acordo quanto ao sucedido para ambos os condutores preencherem a mesma Declaração Amigável de Acidente Automóvel (DAAA) e a assinarem. Cada condutor deve ficar com um exemplar para depois entregar ao respetivo segurador (em 8 dias). Não é necessário que um dos condutores se declare culpado.

Caso não haja acordo, cada condutor preenche e assina a sua DAAA e entrega-a no segurador do outro veículo. O condutor que não teve a responsabilidade do acidente não é afetado no preço do seguro pelo facto de ter preenchido a DAAA.

Veja como declarar um sinistro automóvel ao pormenor ou como acionar o Fundo de Garantia Automóvel, caso não conheça o responsável ou este não tenha seguro.