Como ter acesso à Tarifa Social da Eletricidade

Conheça as regras de acesso à Tarifa Social da Eletricidade para saber se pode beneficiar desta medida de desconto energético

A expetativa do Governo é que medida beneficie 500 mil consumidores em situação de carência socioeconómica.

Critérios de atribuição

Têm acesso à Tarifa Social da Eletricidade os seguintes consumidores:

  • que se enquadrem no três primeiros escalões de abono de família;
  • beneficiários do Complemento Solidário para Idosos;
  • beneficiários do Rendimento Social de Inserção;
  • beneficiários do Subsídio Social de Desemprego;
  • pensionistas que recebam Pensão Social de Invalidez e Pensão Social de Velhice.

Acréscimo do critério económico

Aos critérios de elegibilidade para a medida, foi acrescentada uma condicionante económica em 2016. Passam ainda a beneficiar da Tarifa Social da Eletricidade os consumidores que recebam menos de 5280,00 euros, por ano. Saiba mais valores por número de filhos no artigo desconto social para a energia.

Em 2017 aplica-se também uma tarifa social da água para as pessoas com carência económica.

Aumento da potência energética

Quando foi criada, a Tarifa Social da Eletricidade consistia num desconto na potência contratada, para uso doméstico e em habitação permanente, não superior a 4,6kVA. Mas o Governo decidiu também aumentar a potência das instalações para 6,9kVA, devendo a redução do custo beneficiar mais famílias.

Adesão à tarifa social

Se ainda não tem desconto e se enquadra nos novos critérios de acesso à Tarifa Social da Eletricidade, deverá solicitá-la junto da empresa que lhe fornece o serviço por intermédio do preenchimento de um formulário.

Se não se enquadra nos requisitos, veja como pode poupar energia para reduzir o valor da sua fatura de eletricidade.