Pequenas coisas podem estar a matar a produtividade na empresa. Estes são 8 exemplos de inibidores de produtividade a ter em conta no local de trabalho.

Telemóvel

A utilização do telemóvel pessoal está no topo dos resultados de vários estudos sobre o que mais distrai os trabalhadores no emprego, seja por intermédio de chamadas ou pelo envio de mensagens.

Conversas

As conversas e bisbilhotices no local de trabalho também surgem destacadas entre as distrações no emprego.

Internet

21% dos trabalhadores norte-americanos passa uma hora de trabalho por dia na internet, em sites não relacionados com o trabalho, segundo o site CareerBuilder.

Redes Sociais

O Facebook é líder nas distrações dos trabalhadores, com jogos viciantes e novidades constantes às quais os trabalhadores não conseguem resistir.

Email

Também se perde imenso tempo a ler e a responder a emails. Uma das formas de sabotar a produtividade é abrir todos os emails que se recebe.

Pausas

Apesar de necessárias, as pausas para fumar, para café e para pequenos snacks são apontadas pelos empregadores como uma das causas para a quebra de produtividade.

Barulho

O barulho é um dos inibidores da produtividade dos trabalhadores, sobretudo dos que trabalham em open space, com colegas ruidosos, sendo difícil manter a concentração.

Reuniões

Uma das formas de aumentar a produtividade é fazer menos reuniões. Fazer reuniões desnecessárias e demoradas dá facilmente cabo do trabalho de vários trabalhadores.

Para atacar o mal pela raiz, algumas empresas adotam estratégias de combate a estes inibidores da produtividade, como a proibição do acesso às redes sociais.

Saiba como medir a produtividade no trabalho e como aumentar a produtividade da empresa.