10 Coisas que deve eliminar do seu CV

As informações que deve ou não colocar dependem muito do tipo de trabalho a que se está a candidatar. Mas só deve colocar no seu currículo informações que joguem a seu favor. Ficam aqui 10 coisas que deve evitar escrever no seu CV, a não ser que identifique como relevantes para a posição que quer ocupar:

1. Clichês

“Capacidade de trabalho em equipa” e “capacidade de liderança” são alguns dos clichés que se colocam frequentemente nos currículos. Não deixe o seu currículo cair na banalidade. Se quer mostrar estas suas qualidades, refira projetos ou objetivos que alcançou em empregos anteriores e que mostrem isso mesmo. Deve também evitar estes clichés na entrevista de emprego

2. Trabalho temporário ou de curta duração

Se já passou por vários empregos, colocar empregos irrelevantes ou de curta duração no currículo não lhe traz vantagens: só dá ao empregador a ideia de insucesso nessas experiências.

3. Formação irrelevante

Não é necessário que coloque todos os cursos que já frequentou, especialmente se já tem muita experiência profissional. Quando se tratam de cursos muito antigos (que frequentou há mais de 10 anos, por exemplo) ou obsoletos (Office 98), pode eliminá-los do documento.

4. Fotografia informal   

A imagem que insere no currículo deve ser profissional para que possam reconhecê-lo(a). A fotografia que escolhe deve ser apenas sua (e não um recorte de uma fotografia de um grupo de pessoas) e deve dar-lhe uma aparência profissional.

5. Descrição de características físicas

Colocar as características físicas só faz sentido se trabalha como ator, modelo, segurança, desportista ou noutras profissões em que esta informação seja relevante.

6. Informações pessoais

Muita informação pessoal pode resultar em discriminação por parte do recrutador. Religião, idade, orientação sexual, visão política, estado civil, agregado familiar e raça são exemplo disso. Outros dados, como o número de contribuinte ou de segurança social, também não serão necessários para o seu potencial empregador nesta fase.

7. Conquistas que não as profissionais

Se foi o melhor marcador do torneio de futebol da sua escola secundária, por exemplo, deixe a glória na gaveta da memória. No currículo só entram conquistas profissionais com relevância para o empregador.

8. Objetivos profissionais

Ainda que tenha grandes ambições para a sua carreira, é importante que meça a forma como as descreve no seu currículo. Não é um erro discriminar os seus objetivos se eles passarem por coisas inerentes à posição a que se está a candidatar (por exemplo, gerir uma equipa com mais de 10 pessoas). Já dizer algo como “Quero ser o próximo Belmiro de Azevedo” pode ser mal interpretado por quem lê o seu currículo.

9. Contactos irrelevantes

Não é necessário que coloque vários números de telefone, moradas ou endereços eletrónicos. Deixe apenas os contactos mais diretos e nunca forneça o contacto do seu emprego atual ou endereços de e-mail pouco profissionais.

10. Erros ortográficos

Passe sempre o corretor ortográfico pelo seu currículo e peça a duas ou três pessoas que o leiam para que o seu CV não seja enviado com erros ortográficos.

Veja agora as palavras que não escrever no currículo e o que os recrutadores gostariam de ler mais nos currículos.