Existem imensas formas de gastar o reembolso do IRS. Apesar da vontade de se comprar algo novo ser grande, devem-se considerar antes de tudo as opções mais sábias e pertinentes para a utilização deste rendimento.

Pagar dívidas existentes

Antes de mais deve pagar as dívidas que ainda existam, de forma parcial ou total, para se livrar do pagamento de juros, multas e comissões. Quanto mais cedo se pagar a dívida, mais dinheiro se consegue poupar. Deve-se começar por pagar as dívidas com os juros mais altos e passar para as dívidas menos sufocantes.

Fazer novos empréstimos está fora de questão. Esta é uma das coisas a evitar gastar o reembolso do IRS.

Reforçar fundo de emergência

Existem muitas coisas para as quais se deve poupar por precaução. A devolução do IRS é um rendimento extra que pode ser utilizado no reforço do fundo de emergência existente. Se ainda não tem um fundo de emergência pode começar um com a devolução do IRS.

Poupar para a reforma

Outra opção para gastar a devolução do IRS de forma inteligente é melhorar a reforma. Mesmo que os merecidos anos de descanso estejam longe, convém começar a reforçar a reforma o quanto antes. Quem faz descontos mínimos para a Segurança Social e não possui planos poupança reforma deve considerar fortemente esta opção.

Veja como preparar-se para a reforma de forma mais inteligente.

Investir

Uma boa altura para fazer investimentos é quando se tem um dinheiro extra em mãos, que não é necessário noutros locais. Procure por bons investimentos no mercado e, se necessitar de ajuda, atente às regras essenciais para investir com sucesso.

Formação

Também pode investir em si mesmo. Você é um ativo que pode aumentar de valor. Aposte em formação. Desenvolva as suas competências e habilidades. Assim consegue melhorar a sua carreira profissional, num prazo mais curto daquele com que estava a contar.

Manutenção

E que tal fazer a manutenção do lar ou do automóvel? Se despender algum dinheiro agora pode poupar muito mais depois. Renove o telhado e a pintura da casa. Conserte as canalizações. Mesmo que pense vender a casa, ao melhorar o lar está a aumentar o seu valor.

Compra necessária

Em vez de gastar o reembolso numa maratona impulsiva de compras, compre de forma inteligente. Troque o que está velho e a gastar muito por algo novo que gaste pouco. Se o frigorífico, ou a máquina de lavar, por exemplo, está a precisar de reforma, troque esse mesmo aparelho por um novo modelo mais eficiente.