Além de frio, o inverno é caro. Preste atenção a estes 7 custos do inverno, se ainda não os considerou por esta altura. Para poupar no inverno estas são algumas estratégias a adotar.

1. Aquecimento

No inverno há a necessidade de se aquecer o lar. Este aquecimento pode ser elétrico ou à moda antiga: com a tradicional lenha na lareira, que também tem o seu preço. Veja como poupar em aquecimento.

2. Energia elétrica

Não é só devido às necessidades de aquecimento do lar que o inverno sai mais caro. Como se passa mais tempo por casa, o consumo energético é no seu geral mais acentuado, ligando-se a apagando-se mais luzes (a contar até com a iluminação de Natal) e usando-se mais aparelhos eletrónicos como a televisão. Mude a iluminação da casa, colocando lâmpadas mais económicas.

3. Risco de incêndio

Com os aquecedores a gás ou elétricos ligados, e com as fogueiras na lareira, há que ter um cuidado especial no inverno. Para começar um incêndio no lar basta por vezes uma pequena distração.

4. Roupa quente

Uma alternativa ao aquecimento ligado ao máximo é usar roupa quente. O ideal é comprar roupa grossa e resistente que o aqueça nos saldos, para não gastar muito dinheiro em roupa que fica geralmente cara.

5. Canos congelados

O frio do inverno pode congelar a canalização do lar, o que provoca inundações no lar, com o arrebentamento dos canos. Use água quente esporadicamente para que a canalização da casa não congele e se parta.

6. Árvores caídas

O vento forte de inverno pode derrubar árvores instáveis do seu jardim. Faça a poda às árvores para impedir a queda sobre os telhados (o seu e o dos seus vizinhos) ou muros, e também para ter lenha gratuita para a sua lareira.

7. Perigo de inundações

Tenha atenção às falhas no telhado e aos escoamentos no lar. Limpe o telhado, as quelhas e as entradas de esgotos perto de casa. As chuvas intensas de inverno podem sair-lhe caras, se ocorrerem inundações.