6 Razões para fazer voluntariado

Para quem ainda precisa de um argumento para avançar com a experiência, eis 6 razões para fazer voluntariado (ser voluntário). A partir daí, é só escolher a quem dar um pouco de si.

1. Ajudar o próximo

Dar um pouco de si a quem mais precisa é a principal razão que move alguém para fazer voluntariado. Ajudar o próximo e fazer algo por quem necessita de uma ajuda ou até de uma simples companhia.

2. Ter bem-estar

Outra das razões para se fazer voluntariado é o bem-estar que isso acarreta. A dois níveis: físico e emocional. O bem-estar físico, porque permite que se mantenha ativo e, a nível emocional, por manter a sua mente concentrada na missão que escolheu e por sentir que está a ser útil para alguém.

3. Pelo convívio

Para os que se sentem sós, o convívio pode ser a razão para decidir voluntariar-se. Fazer voluntariado é uma forma de partilhar o seu tempo, de reforçar as relações sociais, de conviver com alguém que precisa de si, do seu apoio.

4. Ganhar experiência ou novas competências

Fazer voluntariado também é uma boa forma de ganhar experiência numa determinada área ou até adquirir novas competências, se decidir fazê-lo numa área diferente da sua formação ou experiência profissional. Eis uma boa razão para, por exemplo, os desempregados fazerem voluntariado ao invés de se manterem passivos à espera que se lhes abra uma porta.

5. Aumentar a rede de contactos

Outra das razões que o podem convencer a fazer voluntariado é saber o quanto ganha ao nível da sua rede de contactos. E diversificados, já que a experiência como voluntário o vai fazer cruzar-se com pessoas das mais diversas áreas de formação ou profissionais. Terão em comum a vontade de ajudar, mas nunca se sabe se o futuro lhe reserva uma experiência profissional conjunta.

6. Aprender a contornar obstáculos

Se gosta de desafios, de fazer muito com pouco, de ter obstáculos para contornar, fazer voluntariado é para si. Se o fizer de forma continuada, por exemplo, para uma Organização Não Governamental (ONG), verá que o trabalho é árduo pela falta de meios disponíveis. Mas desafiador porque o vai fazer lutar de forma permanente para ultrapassar as dificuldades e alcançar os objetivos.

Para os mais novos que tenham ficado convencidos com estas razões, eis alguns exemplos de voluntariado internacional para jovens e os direitos e deveres dos voluntários.

Podem ainda interessar os programas para jovens empreendedores.