6 Erros que matam um currículo

Por muito bom que seja o seu perfil, há erros que matam um currículo quando este é analisado por uma empresa. E que o atiram para fora do processo de recrutamento.

Só se apresentar um bom currículo poderá chegar a uma entrevista. Se cometer erros na elaboração do currículo, nem chega a essa fase do processo de recrutamento. Seja na forma de o apresentar ou no conteúdo. Vejamos alguns dos erros mais fatais e comuns no currículo, a evitar a todo o custo.

1. Fazer um currículo muito longo ou muito curto

Fazer um currículo longo de forma a mostrar todo o seu percurso de vida é desaconselhável. Assim como limitar o currículo a apenas uma página. No primeiro cenário, porque no meio de centenas recebidos, o recrutador pode não chegar a ler o seu até fim. Sendo demasiado resumido, pode não dizer o suficiente. Por isso as orientações apontam para duas, no máximo três páginas.

2. Apresentar um currículo generalista

Seja qual for o tamanho, não generalize as candidaturas. A melhor porta de entrada é enviar um currículo adaptado à oferta anunciada, destacando as competências e /ou experiência que melhor se enquadra no cargo.

Escolha um modelo de currículo adequado à oferta de emprego.

3. Mentir no currículo

Acrescentar informações inválidas só para se tentar destacar é errado. Logo numa primeira fase, a empresa pode averiguar da veracidade das informações. Ou vir a confirmar a mentira no momento da entrevista pessoal.

4. Cometer erros ortográficos

Mesmo que o cargo a que se candidata nada tenha a ver com a escrita, não envie um currículo com erros ortográficos. Podem ser interpretados como falta de formação, dificuldade de comunicação ou até desleixo na sua elaboração.

Preste atenção aos erros comuns de português nos currículos.

5. A falta de contactos

O currículo pode ter todo o seu percurso de formação e profissional, mas se não incluir contactos, fica fora da corrida. Como poderá ser chamado pela empresa para uma possível entrevista senão lhe dá forma de chegar até si? Se possível, incluir endereço de e-mail e telefone / telemóvel atualizados. E não esquecer de o corrigir se mudar de número.

6. Colocar fotografias inadequadas

Uma fotografia na praia, num casamento ou até numa saída à noite com o grupo de amigos parece-lhe bem? Não. Se quer uma oportunidade profissional, envie então uma fotografia profissional.

Veja o que mais pode deitar o seu currículo ao caixote do lixo do recrutador.