6 Alturas em que Não Compensa ter um Salário Maior

Será que renegociar o salário é a melhor opção? Em determinadas circunstâncias não compensa ter um salário mais elevado. Na verdade, pode até ser mais proveitoso negociar outras coisas que não o salário.

Mais obrigações

Ter um salário mais alto é ótimo. Mas juntamente com um salário maior vêm também as complicações e as responsabilidades. Lembre-se: não há almoços grátis. Um salário mais alto corresponde a mais trabalho, a mais obrigações, e as que já tem de momento podem ser mais do que suficientes.

O trabalho é mau

A felicidade e a paz interior não têm preço. Se pode ganhar mais dinheiro noutro lado mas se o trabalho não o atrai minimamente, mas vale ficar onde está (partindo do princípio de que gosta do que faz atualmente). Trabalhar num local tóxico para si, só para ganhar mais algum dinheiro, acaba por não compensar para o seu bem estar.

Maiores deslocações

Se tem um novo trabalho em vista que lhe paga mais ao fim do mês não se esqueça de ponderar as deslocações. O dinheiro que gasta em deslocações pode ser maior do que o dinheiro do aumento de salário, acabando por estar a perder dinheiro (já para não falar nas dores de cabeça e no stress do trânsito).

A empresa/ramo está em declínio

Não compensa entrar num barco prestes a afundar-se por mais atraente que ele seja de momento. É preciso ter visão de futuro e imaginar o que vai acontecer a médio prazo no trabalho em que se envereda.

O trabalho é temporário

Outra altura em que não compensa mudar de trabalho e ter um salário maior é quando o novo trabalho é apenas sazonal. Se deixar um emprego estável para entrar num emprego que paga mais ao fim do mês, só que apenas temporário (por alguns meses e não durante o ano inteiro), acabará por ficar a perder.

Os benefícios são menores

Se pode ganhar mais ao fim do mês como trabalhador independente do que como trabalhador por conta de outrem, tenha em atenção outros aspetos. O trabalhador independente paga mais de IRS ao fim do mês e não tem os mesmos benefícios do trabalhador dependente (como o direito ao subsídio de desemprego). Não olhe só para o salário bruto. Meça todas os condicionantes antes de tomar uma decisão.

Para viver desafogadamente com o salário que tem atualmente veja como fazer render o salário e conheça dicas para esticar o salário até ao final do mês.