Ser a pessoa menos experiente no trabalho tem as suas vantagens. Por mais desamparada que esta pessoa se sinta, ela é na verdade uma mais valia para empresa, pelas suas características especiais.

Pontualidade

O trabalhador mais recente na empresa costuma ser o primeiro a chegar ao local de trabalho. Ele não tem o mesmo à vontade que os outros trabalhadores têm para serem displiscentes, garantido sempre ao empregador duas mãos prontas a trabalhar bem cedo pela manhã.

Esforço

A pessoa menos experiente na sala de trabalho sabe suar a camisola, esforçando-se mais do que o normal. Dedicação extra é o que se pode esperar deste trabalhador, em comparação com os outros colaboradores.

Atenção

O trabalhador menos experiente tem outra vantagem essencial: ele não quer cometer nenhum erro, prestando uma atenção especial ao que lhe dizem e a tudo o que ele faz. Tudo é medido com o trabalhador menos experiente, antes de ser feito.

Inovação

O trabalhador é novo. As suas ideias e visões também. Como ele não está formatado para trabalhar como os restantes colaboradores, o novo trabalhador traz consigo novas formas de pensar, de ver e de agir que podem ser importantes para a empresa, desde que bem lapidadas. Sangue novo é sempre bem-vindo à empresa.

Polivalência

O novo trabalhador quer fazer muito e bem. Quanto mais ele tiver para fazer, melhor ele se sente, ganhando a empresa com este polvo disposto a fazer o mais que puder.