Tenha cuidado com os erros fatais do empreendedor. São mais comuns entre os mais jovens ou inexperientes, mas eles podem pôr em causa a ideia ou mesmo o negócio de qualquer empreendedor.

Concretizar um projeto depende de muitos fatores, mas sobretudo de si próprio. E há erros que podem deitar por terra os seus objetivos. Só o empreendedor que os consiga evitar será bem-sucedido.

1. Pensar que basta ter dinheiro

Um dos erros fatais do empreendedor é pensar que o dinheiro é tudo para ter sucesso. Não basta ter dinheiro para levar o seu projeto por diante se antes não analisou as circunstâncias em que o vai lançar. Se à ideia não juntar uma reflexão sobre o que o mercado procura, o que os concorrentes oferecem e os que o potenciais clientes querem, o dinheiro não será garante de nada.

2. Não reconhecer as suas limitações

Se não houver essa reflexão prévia, o empreendedor pode incorrer no erro de desvalorizar as competências da concorrência, assumindo de forma errónea que é melhor do que os outros. Essa sobrevalorização das próprias capacidades pode revelar-se um entrave ao negócio na hora de responder a novos desafios, já que o empreendedor não será capaz de reconhecer as suas próprias limitações.

3. Poupar nos salários

Não compensar adequadamente os seus colaboradores é outro erro que pode ser fatal para um empreendedor. Porque são eles que criam o produto ou concretizam as ideias, não corra o risco de os ver fugir em busca de melhor remuneração.

4. Ter uma equipa demasiado grande

Embora seja importante compensar os colaboradores, cuidado com o número que contrata. Criar uma equipa numerosa quando o negócio ainda está a arrancar pode revelar-se outro erro fatal do empreendedor. Há que planear bem a estrutura, de forma a começar com os elementos estritamente necessários. Depois, ir alargando a equipa consoante as necessidades e a evolução do negócio.

5. Gastar em demasia

Gastar com recursos humanos desnecessários é apenas um exemplo de outro erro a evitar pelos empreendedores que querem vingar no mercado: gastar demais. Desengane-se quem pensa que o arranque do negócio é o momento chave para investir em tudo. Este é o momento crucial para saber distinguir investimento de desperdício, aplicando o seu dinheiro apenas no que for essencial para pôr o projeto em prática.

Veja os primeiros passos a dar como empreendedor.

Mas não é só no arranque que os empreendedores erram. À medida que o negócio avança, há outros erros que podem matar a sua empresa.