Por: João Paulo Moura

4 Fraudes na venda de carros a ter em atenção

Esteja atento a estas fraudes e burlas na compra e venda de carros. Apesar da internet facilitar a compra e venda de automóveis, ela também facilita o número de fraudes.

1. Pagar com cheque roubado ou cancelar a transferência

Quem vende o seu carro através de transferência bancária ou de depósito bancário deve ter o cuidado de consultar o saldo da sua conta. Tem de surgir o montante da venda na conta do vendedor com a informação de “saldo disponível” para este ter a certeza de que a transferência ou depósito foi realmente realizada, pois pode dar-se o caso do comprador usar um cheque roubado para pagar e o pagamento ficar sem efeito.

2. Pagar o serviço da transportadora

Desconfie da venda de bons carros a preços baixos. O burlão afirma que o carro se encontra no estrangeiro e que ele detém um contrato com uma transportadora, precisando de metade do dinheiro do carro por parte do interessado para iniciar o negócio. Depois do interessado fazer a transferência, o vendedor desaparece do mapa ou pede ainda mais dinheiro para o envio do automóvel.

3. Pagar as burocracias

À imagem da transportadora está a venda de carros supostamente apreendidos pelas autoridades. O vendedor pede um valor mais baixo pelo automóvel, dado este estar na posse das autoridades, e pede dinheiro por transferência para se responsabilizar pelas burocracias da venda.

4. Pedir um sinal para o negócio

O vendedor pode também mostrar muitas fotografias do carro a vender e adiar constantemente a visita de apresentação do veículo, com desculpas esfarrapadas. Ele pede um sinal para garantir o negócio, com o bluff de que tem outro interessado no negócio.

Veja agora como evitar burlas na compra e venda de veículos.

Saiba ainda onde denunciar fraudes na internet.