10 Empresas que mudaram de ramo para serem bem sucedidas

Algumas empresas mudaram de ramo para se reinventarem e para chegarem ao sucesso. Pode não associar estas empresas aos seus negócios originais mas a verdade é que estas empresas não foram sempre o que imagina delas.

1. Nintendo

Pode pensar que a Nintendo sempre se dedicou a tornar as crianças felizes com videojogos mas a verdade é que a Nintendo começou por produzir cartas artesanais tradicionais japonesas (as Hanafuda). Com as diversas sucessões na direção da empresa, ela foi mudando de ramo, desde motéis a táxis e ao arroz instantâneo.

2. LG

Pode até saber que LG tem o slogan Life’s Good (a vida é boa) mas provavelmente não sabe que a LG era na sua origem uma empresa de produtos químicos, sobretudo de limpeza.

3. Nokia

A especialidade da Nokia durante cerca de um século foi fabricar artigos de borracha, como pneus e galochas. Até vender milhões de telemóveis, este era o seu ganha-pão. No seu início era até uma fábrica de papel.

4. Peugeot

O leão da Peugeot nem sempre rugiu na estrada. Antes da Peugeot rugir nos motores, ela rugia em produtos alimentares. Depois da comida passou para a produção de armações para vestidos, guarda-chuvas e bicicletas. Foi só em 1889 que produziu o seu primeiro automóvel (de 3 rodas).

5. Mitsubishi

A Mitsubishi é um grupo de empresas de ramos muito variados, que vão de carros a eletrodomésticos, da construção naval a bancos e seguros. Porém, a pergunta final do Quem Quer Ser Milionário aqui no Economias é esta: qual foi o primeiro ramo da Mitsubishi? A resposta é…carvão.

6. Olivetti

Pode já ter tido um computador Olivetti, ou uma impressora, um scanner, ou mesmo um tablet. Mas se já teve uma máquina de escrever Olivetti ou uma calculadora (os seus grandes negócios iniciais), é porque conta já com umas boas décadas de vida.

7. IBM

Antes de se imortalizar nos computadores, a IBM vendeu outros artigos. Sem mais demoras fica a informação: originalmente ela vendia balanças comerciais.

8. Tiffany & Co

Joias. É isto que pensa quando ouve ou lê a palavra Tiffany? Pois bem, esta empresa já fez escarradeiras, artigos de papelaria, cintos, relógios, produtos de beleza, entre outros.

9. Avon

O criador da Avon era um vendedor porta à porta de livros. Foi só quando começou a distribuir perfumes junto com os livros que vendia que ele descobriu o futuro do seu negócio – os perfumes - estes vendiam melhor do que os livros.

10. Hasbro

A conhecida empresa de jogos e brinquedos começou num ramo completamente diferente. Ela vendia restos têxteis e manteve-se no ramo da revenda têxtil por 20 anos, até se mudar para o fabrico de material escolar.

Conheça ainda o significado dos nomes das marcas.