FMI em Portugal

O FMI levou à aplicação de medidas em Portugal para o país atingir a recuperação económica e pagar o empréstimo concedido.

Pedido de apoio ao FMI

A 6 de abril de 2011, o primeiro-ministro de Portugal, José Sócrates, anunciou que o Governo havia feito um pedido de ajuda externa à Comissão Europeia.

O programa de assistência financeira da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional a Portugal rondou os 78 mil milhões de euros. Consulte o programa de ajuda externa a Portugal.

Portugal é o terceiro país da União Europeia a solicitar um resgate para enfrentar dificuldades económicas depois da Grécia e da Irlanda o solicitarem em 2010. O FMI havia já entrado em Portugal em 1977 e em 1983.

Após a aprovação do Orçamento de Estado para 2011 na Assembleia da República a 3 de novembro de 2010, o Governo tentou aumentar a credibilidade da economia portuguesa nos mercados europeus, de forma a reduzir as taxas de juros, mas o chumbo do PEC IV na Assembleia da República a 23 de março de 2011, levou à demissão de José Sócrates.

FMI

Liderado por Christine Lagarde, o FMI é uma organização internacional fundada em 1945, que visa o bom funcionamento do sistema financeiro mundial, apoiando os países, em particular aqueles que se deparam com períodos de recessão financeira e económica.