Como Calcular a Taxa de Esforço?

Para calcular a taxa de esforço deve dividir o valor total das prestações com créditos que paga mensalmente pelo seu rendimento mensal (ou do seu agregado familiar) e multiplicar por 100.

A taxa de esforço é um indicador que traduz o peso dos empréstimos nos rendimentos do agregado. A taxa de esforço é a relação entre o montante das prestações de crédito e o rendimento disponível do agregado familiar. É a parte do rendimento de um agregado familiar ou de um particular que é utilizada para o pagamento dos seus empréstimos e que permite verificar se as despesas e encargos mensais estão de acordo com o rendimento líquido do agregado, evitando casos de sobreendividamento.

O limite ideal em relação a dívidas deve ser uma taxa de esforço máxima de 36 por cento sobre o seu rendimento disponível. Esta percentagem inclui todos os créditos que tenha, sejam crédito à habitação ou crédito ao consumo. A maioria dos bancos não concede empréstimos a clientes com uma taxa de esforço superior a 30 ou 40 por cento.

Cálculo da Taxa de Esforço

  • [Valor total das prestações / rendimento médio mensal] x 100

Calcular a Taxa de Esforço Ideal

  • 30% x valor do rendimento líquido mensal

Custos fixos como as contas do gás, luz e água podem também entrar no cálculo da taxa de esforço.

Pode ainda calcular a taxa de esforço no site da ASFAC (Associação de Instituições de Crédito Especializado).

Dicas para evitar o sobreendividamento

  • Antes de pedir um empréstimo para comprar casa, veja quais as consequências de um eventual aumento da taxa de juro no seu orçamento mensal;
  • Não faça empréstimos para pagar prestações em atraso;
  • Subscreva seguro de proteção ao crédito para evitar o incumprimento em situações imprevisíveis;
  • Deve colocar de lado, todos os meses, dez por cento do seu rendimento para poupança;
  • Equacione a consolidação dos créditos;
  • Elaborar mensalmente o orçamento familiar.