Benefícios Fiscais com PPR

Já conhece os benefícios fiscais com PPR no IRS de 2013 a entregar em 2014?

Dedução de PPR

Um Plano Poupança Reforma pode ser deduzido no IRS com determinados limites. A dedução permitida a PPR é de 20% das contribuições, sujeita aos limites indicados de seguida, e só se aplica a residentes em território português, ainda não reformados.

  • PPR – Inferior a 35 anos: 20% do valor aplicado com o limite de 400,00€ (para casados e não casados).
  • PPR – De 35 a 50 anos: 20% do valor aplicado com o limite de 350,00€ (para casados e não casados).
  • PPR – Superior a 50 anos: 20% do valor aplicado com o limite de 300,00€ (para casados e não casados).

Escalões e limites

As aplicações com benefícios, como os PPR, estão sujeitas a limites que vão crescendo até aos 100 euros, conforme o escalão de rendimentos.

A exceção à regra são os contribuintes com rendimentos enquadrados no primeiro escalão (até 7.000 euros), em que se podem deduzir 20% dos valores investidos num PPR até um teto de 300 a 400 euros (de acordo com a idade do subscritor).

Já os contribuintes com rendimentos anuais superiores a 80 mil euros não têm acesso aos benefícios fiscais ligados às entregas nos PPR.

A soma dos benefícios fiscais dedutíveis à coleta não pode então exceder os seguintes limites:

Escalão de RendimentosLimite (euros)
Até 7.000 eurossem limite
De mais de 7.000 até 20.000100
De mais de 20.000 até 40.00080
De mais de 40.000 até 80.00060
Superior a 80.0000