Ajudas de Custo em 2015

As ajudas de custo são importâncias atribuídas a funcionários da empresa, pela entidade patronal, para despesas de deslocação ao serviço da mesma. As ajudas de custo aplicam-se a estadias completas, ou apenas refeições ou dormidas. As ajudas de custo estão sujeitas a IRS

Limites à Isenção de IRS nas Ajudas de Custo 2015

Nas ajudas de custo que não ultrapassem os valores apresentados, os subsídios não são tributáveis, isto é, são isentos de IRS. Tudo o que ultrapasse o valor máximo não tributável está sujeito a IRS e Segurança Social.

Montantes das Ajudas de Custo

Transporte em automóvel próprio

0,36 / km
Transportes públicos0,11 / km
Transporte em automóvel de aluguer:
Um funcionário0,34 / km
Dois funcionários (cada um)0,14 / km
Três ou mais funcionários (cada um)0,11 / km

Subsídio de Alimentação

Subsídio de refeição diário4,27 euros
Subsídio de refeição diário para efeitos de IRS - até4,27 euros
Subsídio atribuído através de vales de refeição - até6,83 euros

Ajudas de Custo Diárias

Deslocações no país (continente e ilhas)
trabalhadores em geral em funções públicas50,20 euros
administradores, gerentes, membros do Governo e quadros superiores69,19 euros
Deslocações no estrangeiro
trabalhadores em geral em funções públicas89,35 euros
administradores, gerentes, membros do Governo e quadros superiores100,24 euros

Ajudas de custo para médicos

No caso dos médicos, as ajudas de custo são agora superiores, na sequência do regime especial de mobilidade parcial criado em março de 2015. Aplica-se a clínicos que trabalhem para dois ou mais serviços do Serviço Nacional de Saúde (SNS) separados por mais de 60 quilómetros.

Nestes casos, em vez dos 50,20 euros, as ajudas de custo diárias poderão chegar aos 200,00 euros. Isto se os médicos tiverem que dormir no local para onde vão prestar serviço. Caso não implique pernoitar nesse local e o trabalho decorrer até às 14h00, os clínicos recebem apenas 25% desse valor, isto é, os 50,00 euros. Ou 100,00 euros quando estiverem a trabalhar até às 21h00.

Para mais informações consulte o artigo: quem tem direito a ajudas de custo?.